Roupas infantis: dicas para uma compra inteligente

Roupas infantis: dicas para uma compra inteligente

O Natal está logo aí e você quer renovar o guarda-roupa das crianças e presentear outros meninos e meninas da família com lookinhos bem legais, mas sem gastar muito? Nós, da Pig Pega, entendemos bem desse assunto. Sabemos o quanto as crianças crescem rápido e as roupas se perdem em pouco tempo. Então, para que você consiga comprar itens que sejam bastante aproveitados sem gastar muito, veja algumas dicas que a Pig Pega preparou:

1- Nada de peças muito caras
É claro que entendemos que mamães e papais – principalmente as mamães 🙂 – querem seus filhos bem bonitinhos. Mas dá para criar lookinhos de arrasar sem gastar muito. Que tal ter dois ou três conjuntos de roupas para ocasiões especiais e optar por peças mais baratas para o dia a dia e momentos mais corriqueiros? Para comprar itens assim, uma boa saída é fugir das lojas de marcas e de departamento. Se souber garimpar bem, você vai encontrar peças lindas em lojas de comércio popular e pequenos e-commerces, como a Pig Pega, por exemplo. E vai fazer, sem dúvida, uma compra inteligente.

2- Roupas de qualidade por boas razões
Além de alguns lookinhos para momentos especiais, também é interessante comprar roupas de mais qualidade que você saiba de antemão que serão bastante usadas. Por exemplo, se onde você mora faz um inverno mais longo e rigoroso, pode valer a pena adquirir bons casacos, sapatos e moletons. Provavelmente, esses itens serão mais caros, mas também serão mais resistentes e poderão ser vestidos inúmeras vezes durante o período. Quem tem uma criança mais nova também pode optar por roupas de melhor qualidade porque será possível passar de um filho para o outro.

3- Busque conforto e praticidade
Por mais que você esteja procurando itens mais em conta, não deixe de observar se são feitos de tecidos fáceis de lavar e de tirar manchas. Afinal, a criança vai usar as roupas enquanto brinca ou se alimenta e ela, com certeza, vai se sujar. Confecções que usam algodão são bem mais fáceis de cuidar. Além disso, o algodão é o mais indicado para as roupas infantis porque é macio e ainda permite que a pele respire bem, absorvendo o suor do corpinho da criança. Materiais sintéticos devem ser evitados não só pela dificuldade que representam na hora da lavagem. Eles não deixam a pele respirar bem e contêm diversas substâncias químicas que podem causar alergia aos pequenos.

4- De olho em peças versáteis
Já reparou nos manequins das lojas, sempre arrumados com uma combinação perfeita de roupas? Pois é, sempre com figurinos bonitos, não é mesmo? Mas não caia na tentação de comprar o conjunto completo que acabou de ver. Antes de ir às compras, faça um inventário de tudo o que sua criança tem e o que ela precisa. Ao chegar à loja, escolha peças que combinem com o que ela já tem em casa. Por exemplo, escolha uma camiseta que fique bem com duas ou três bermudas que sua filha ou filho possui. Se comprar o lookinho completo do manequim, por mais lindo que seja, pode ser que separadamente as peças não caiam bem com mais nada que a criança já tenha. Assim, ao escolher as peças individualmente, pensando no guarda-roupa da criança, você terá várias opções de lookinho em vez de apenas um. Isso, sim, é uma compra inteligente!

5- Fuja das novas coleções
A gente sabe que é uma tentação, mas lembre-se o quanto as roupas das novas coleções são mais caras! E, como já falamos antes, se garimpar bem, peças muito bonitas e versáteis podem ser encontradas no fundo da loja, longe dos lançamentos. Se esperar por uma liquidação, vai encontrar itens das coleções passadas com preço ainda melhor. Não se esqueça que a criança vai usar aquela roupa por pouco tempo, já que cresce rapidamente. Então, não vale a pena gastar uma fortuna.

6- Um número acima
Para que a roupa não seja encostada logo, tente comprar sempre com um número acima do que a criança usa. Peças com elásticos ajustáveis, por exemplo, são ótimas para serem ajustadas na criança e poderão acompanhá-la por um bom tempo.

7- Sempre pesquise online
Fazer compras online já é uma realidade no mundo e no Brasil. Além da comodidade, ainda mais em meio a pandemia do novo coronavírus que estamos vivendo, comprar online pode sair mais barato. Uma pesquisa recente do site de comparação de preços JáCotei, realizada dentro das lojas físicas e digitais de grupos de varejo, apontou que os preços são, em média, 16,14% menores nas compras online. Portanto, se for comprar roupas para suas crianças neste Natal, não deixe de pesquisar online. E, claro, dê uma passadinha nos produtos selecionados pela Pig Pega. Pesquisar é o primeiro passo para uma compra inteligente.

Desejamos a todos um Feliz Natal e deixamos uma última dica, mas não menos importante: Ao fazer suas compras, seja online ou em lojas físicas, deixe as crianças maiorzinhas participarem do processo. Além de ser divertido deixá-las escolher entre as opções que você apontar, elas também aprenderão, ao lhe observar, como fazer compras inteligentes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *